Saúde empreendedora

Foco é uma palavra que sempre foi muito bem empregada pela empresária Renata Fonseca Costa. Educadora física e pós-graduação em Fisiologia do exercício avançado, Renatinha (como é conhecida por mais de 1,1 milhão de seguidores no Instagram) se interessou por atividades físicas cedo, lá pelos 14 anos.

Empreendedora (nata), logo encontrou um nicho e viu nas palestras uma boa opção de iniciar uma comunicação direta. Em verdade, as pessoas já viam Renatinha como referência há tempos e, entre uma e outra consultoria on-line (pelo Instagram ou WhatsApp), nasceu o projeto. Depois de um tempo, ela aprimorou a ideia e fez de seu site uma plataforma objetiva e com resultados realmente mensuráveis. O sucesso veio, e os números de acessos chegam hoje a 1.1Milhões. Por isso, fomos atrás dessa brasiliense para entender sua rotina e trabalho, que se tornaram sucesso mundo afora.

VIVA INFORMA: Conte-me como deu início a sua necessidade por uma vida saudável?

RENATINHA FONSECA: Desde os 14 anos já me interessava em fazer exercícios. Na escola, praticava karatê e natação. Em casa, fazia ginástica assistindo fitas VHS da Adriana Galisteu. Acho que já nasci com isso no sangue.

VI: E como surgiu o projeto das palestras?

RF: Gosto muito de passar meu conhecimento para aqueles que estão no processo de formação e já formados. Gosto de incentivar o amor pela profissão. Sinto prazer em mostrar que nossa profissão, quando feita com prazer, gera bons resultados.

VI: Existe alguma peculiaridade em relação à musculação feminina?

RF: Existe – e muita. O público feminino vai além de uma prescrição de um treino. Temos que nos atentar para os aspectos psicológicos, comportamentais, fisiológicos, hormonais e perfil físico das mulheres. Mulheres possuem variações hormonais todo mês e menores quantidades de testosterona – o que dificulta o ganho de massa muscular e potencializa o depósito de gordura com maior facilidade do que os homens. Por isso, o treino precisa ser elaborado de acordo com o perfil físico, e há especificidades para cada tipo de corpo. O trabalho é mais minucioso, mas, quando benfeito, é surpreendente.

“Tudo é válido para uma vida saudável. O corpo perfeito é uma consequência.”

VI: Tudo é válido na busca pelo corpo perfeito?

RF: De forma alguma. Tudo é válido para uma vida saudável. O corpo perfeito é uma consequência.

VI: Achei o processo de consultoria on-line sensacional. Isso gera resultado?

RF: É incrível! Muitos duvidavam, até terem a experiência de passar pelo processo e alcançarem o resultado esperado. Tanto que, hoje, atendo pessoas do mundo inteiro, de todas as idades e gêneros.

VI: Como surgiu essa ideia?

RF: Quando as pessoas começaram a pedir prescrições on-line pelo Instagram. Iniciei o processo pelo WhatsApp e, depois, aprimorei com uma plataforma no meu site [personalrenatacosta.com.br].

VI: O que pode atrapalhar o resultado de um treino?

RF: A falta de constância: ir três dias e faltar uma semana. A pessoa precisa entender que esse processo faz parte da rotina de vida, como trabalhar, estudar, cuidar dos filhos. Precisa ser introduzido de forma prazerosa, e não obrigatória.

“O treino precisa ser introduzido de forma prazerosa, e não obrigatória.”

VI: E como o aluno encontra o foco sem a sua presença física ao lado?

RF: Eu entro em contato toda semana. Exijo um retorno dos treinos, tiro dúvidas; e muitos me mandam fotos da evolução.

VI: Podemos falar que o mercado saudável ainda tem um potencial astronômico de crescimento?

RF: Tem sim. Muitos profissionais bons estão criando diversos serviços para tornar a população saudável. É necessário. O sedentarismo é a doença do século. Com o sedentarismo instaurado, diversas patologias são desprendidas e a qualidade vida do indivíduo fica totalmente comprometida.

VI: Você come de tudo? Qual o seu grande pecado da gula?

RF: Não faço dieta muito restrita. Como bem. Somente quando estou próxima de algum trabalho que exige um físico mais seco, faço restrições. Normalmente, de segunda a sexta-feira, sigo à risca meu plano alimentar. Sábado e domingo, uma refeição livre. Gosto de comida salgado, um bom prato de massa ou arroz com feijão.

https://www.instagram.com/p/CAKsgClppMS/

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.