Pipoca faz bem à saúde? Conheça os seus nutrientes e benefícios

pipoca faz bem à saúde

Não é incomum ficarmos em dúvidas quanto a ingestão de determinado alimento. Afinal, quantas vezes ouvimos falar sobre o assunto? Vemos, constantemente, questionamentos sobre o que devemos ou não consumir, o que, supostamente, faz bem ou mal.  Contudo, temos de ficar muito atentos ao que lemos por aí.  Isso porque os alimentos passam de vilões a mocinhos em um piscar de olhos. Exemplo disso é o ovo. Lembra-se de quando havia inúmeros receios quanto ao seu consumo? Percebeu como, com o passar do tempo, ele se tornou  um das estrelas do cardápio saudável?  Pensando nisso, buscaremos responder uma dúvida acerca de um lanche muito popular. Afinal, a pipoca faz bem à saúde? 

Nutrientes presentes na pipoca de milho

Não podemos negar que a pipoca é uma opção que combina com qualquer momento. Sobretudo quando o assunto é acompanhar um jogo de futebol, a maratona de séries, a sessão cinema com os amigos, um show, entre tantas outras situações. Contudo, você sabia que esse alimento viciante, além de muito gostoso, conta com muitos nutrientes? Isso porque o milho possui poderosos antioxidantes, os polifenóis. Dito isso, você sabe qual é a importância dessas substâncias? Elas são essenciais para o nosso organismo, pois são capazes de protegê-lo dos radicais livres, além de prevenir doenças e reduzir o envelhecimento precoce. Ademais, o milho é rico em fibras, manganês, magnésio e vitaminas do complexo B. Por consequência, a pipoca, quando consumida corretamente, só tem a acrescentar na nossa alimentação.

Afinal, pipoca faz  bem à saúde?

Mesmo com as informações ditas anteriormente, sei que ainda podem restar algumas dúvidas quanto aos benefícios do consumo desse alimento. Afinal, certamente, você  já se deparou inúmeras vezes com a frase “pipoca faz mal à saúde”. Quantas vezes comeu uma pipoquinha com aquele sentimento de culpa? Dessa forma, sei como é complicado desconstruir esse pensamento.

Entretanto, já te digo, de antemão, que ela não é, e nunca foi a vilã da história. Sabe quem são? Isso mesmo, os acompanhamentos, como a margarina, a manteiga, o óleo em excesso e, claro, as grandes quantidades de sal. Ah, importante ressaltar que a pipoca de micro-ondas também não é recomendada. Opte sempre por consumir a feita na panela e, de preferência, faça-a sem óleo. Com isso, você estará mantendo as propriedades antioxidantes e deixando o lanche menos calórico. Isso posto, confira alguns pontos positivos do consumo da pipoca:

  • Traz melhorias para o sistema digestivo e intestinal;
  • Por ser rica em fibras e conter poucos carboidratos, bem como proporcionar saciedade, a pipoca auxilia o processo de emagrecimento;
  • É uma ótima fonte de energia;
  • Auxilia na redução do colesterol e controle da diabetes;
  • Ajuda a combater doenças cardiovasculares;
  • Aliada na prevenção do câncer.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.